(31) 2535.1234 / contato@cavallieri.com.br

    • 55 (31) 7115-0524

2024, o ano em que a música faz folia em minha vida

Por:digitalpixel
Artigos sobre Música

11

jun 2024

Depoimento de Rui Sérgio Tsukuda

Autor do Blog aposenteidessavida.com 

As 24 horas do dia quando eu trabalhava, eram bem mais furiosas e velozes do que hoje em dia. Confesso que agora, tem dias em que o tempo acordado passa arrastado…

Engraçado, quando eu lutava pela vida, eu só pensava em ficar à toa na vida, num dolce far niente sem fim. Mas agora que chegou esse dia, eu me pego com inveja dos que estão na ativa e operantes.

Ai que saudade da correria para entregar um projeto no prazo e nem se fala a falta que me faz, o frio na barriga às vésperas de uma apresentação na sede da empresa ou num cliente importante.

Vai entender, né?

Por isso meus leitores, muito cuidado com o que se deseja. O que a gente chama, algumas vezes vem e a galope!

O seu sábado e domingo é bem mais prazeroso que o meu, com certeza. Porque o seu final de semana é um descanso merecido pela sua dura labuta da semana. Já para mim, descansar no sábado e domingo de que?

Hoje para diminuir a minha culpa, sou adepto do ócio criativo que tem pilares no trabalho, estudo e lazer. A música, um dos meus hobbies ou passatempos, cai como uma luva nessa definição. Outro é este blog, que me ajuda a me sentir menos inútil.

Acordei em 2024 com o desejo de explorar a música, esse meu antigo hobby. Desde os 12 anos estou entre idas e vindas com um violão sempre por perto, mas sem nunca me tornar íntimo dele.

Como eu lhes contei na minha crônica: Meu ouvido zero absoluto e relativo https://aposenteidessavida.com/2021/02/02/meu-ouvido-zero-absoluto-e-relativo/, reconheço infelizmente que não fui premiado por Ele com o dom para a música.

Por outro lado, herdei dos meus ancestrais, uma boa dose de determinação e muita disciplina, que somados à paixão pela música, tornam o céu o limite, quando eu quero muito alguma coisa.

Autoestima nas alturas à parte, essa é a minha crença.

E como todo bom atleticano:

– Eu Acredito!

A primeira ação, foi me matricular numa escola de música, a Cavallieri aqui pertinho de casa em BH. Lá comecei a ter as minhas primeiras aulas de canto com a Carol, que tem me ajudado a entender que cantar bem, requer muita técnica e a boa notícia, pode ser desenvolvida.

Lá nas aulas, além do aprendizado vocal, uma ou duas canções por semana são trabalhadas no tom da minha voz, como Clube da Esquina 1 e 2, A Violeira, Sapato Velho, Toada, Travessia… Tocar violão e cantar bem, agora com o uso das técnicas de canto, tem se mostrado bem mais difícil do que eu pensava. Mas o resultado tem compensado o esforço.

Investi também num violão do luthier Samuel Carvalho. Apesar do meu ouvido ordinário, me arrependo porque não troquei de violão antes. Acho que os amantes de vinhos tem a mesma percepção, ao provar um vinho de melhor qualidade de safra e cepa especiais, mesmo não sendo um enólogo juramentado.

Mas o que mais me surpreendeu nesta incursão musical, foi que eu  também  consigo aprender percussão! 

Na Cavallieri é oferecido no combo aos alunos, a opção entre outras, da oficina de percussão com o mestre Aender, todas as quartas-feiras. Trata-se de uma aula coletiva com alunos tocando diversos instrumentos.

Participei de duas aulas sem pegar em nenhum instrumento. Eu sabia que se eu chacoalhasse a minha árvore genealógica, nenhum afrodescendente cairia lá de cima para me ajudar nos ritmos e que somado a minha timidez nipônica, num daria samba, baião, xaxado ou xote.

O professor Aender ou Lampião, foi muito gentil em me acolher e não me tratar como um estranho no ninho. Eu sou muito grato a ele por isso. Um olhar de canto de julgamento dele, já seria suficiente para eu nunca mais aparecer por lá.

Mas na terceira aula eu falei pra mim mesmo:

– Rui, it’s now or never!

Você tem que tocar alguma coisa nessa aula, esqueça de vez que você é japonês, se preciso for vire um copão de saquê e vá para a aula!

E não é que eu soltei a franga sem um gole da bebida!

Comecei no ganzá, que achei ser um instrumento mais amigável. Com a ajuda dos tutoriais no Youtube, mais as dicas do Lampião, num é que dei conta!

Me empolguei tanto, que no dia 20 próximo, tenho a minha primeira apresentação com o grupo de percussão da escola e o mestre Lampião no Make the Music 2024!


Compartilhe:

Rua Outono 559, bairro Anchieta Belo Horizonte – MG CEP: 30.310-020 – Brasil

(31) 2535.1234

55 (31) 7115-0524

contato@cavallieri.com.br

Seg - Sex: 08:00 às 21:00 | Sáb 08:00 às 13:00

× Como posso te ajudar?